Produtos em 2ª mão para mamãs, bebés e crianças até aos 12 anos.
Faz o teu Login
ou Regista-te
5
cesto
Início Dicas
Após os 6 meses, o que pode o meu filho comer?
A alimentação é crucial para o equilíbrio e saúde, quer do teu bebé quer de qualquer outra pessoa. A partir dos 6 meses iniciamos gradualmente a introduzir alguns alimentos novos na comida do bebé.

De início, é muito normal que alguns alimentos sejam rejeitados, não porque o teu bebé não goste, mas porque o sabor, a textura e a espessura são muito diferentes de formas lácteas ou do leite materno. Sugiro que não insistas quando ele rejeitar, tenta um dia mais tarde e aí ele próprio vai aceitar. Obrigar a comer algo que não quer pode refletir-se em idades mais avançadas com rejeição por completo.

Por vezes, as quantidades dos alimentos também são negligenciadas. O bebé pode já estar cheio e os pais podem insistir. É importante respeitar e reconhecer a sensação de enfartamento das crianças.

Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), até aos 2 anos de idade é suposto o leite materno ou fórmulas lácteas serem dadas em conjunto com os alimentos, ou seja, caso o teu bebé já coma alimentos sólidos, não deixes de reforçar com o leite ou fórmulas substitutas.

Vamos então falar dos alimentos:
De 3 em 3 dias, insere na alimentação do bebé um novo alimento. Se gostou do puré de cenoura, então mantem o puré durante 3 dias e ao 4º dia experimenta dar ao bebé um novo tipo de puré.

Qual a melhor ordem para inserir os alimentos? É muito subjetivo porque vai variar da aderência do bebé a determinado alimento. Podes tentar seguir a seguinte estratégia:

Aos 6 meses insere sumos e papas de fruta. Experimenta dar 100 ml de sumo de fruta em separado, iniciando pela laranja, por exemplo. O sumo de fruta deve ser dado no intervalo das refeições. As papas, por sua vez, substituem uma refeição. Não te esqueças de a cada 3 dias trocar a fruta. Dá em primeiro lugar em separado e depois podes ir juntando as peças que
o bebé gosta e testar as junções dos frutos.

A sopa pode ser também inserida nesta idade, entre os 6 a 7 meses. A sopa deverá conter chuchu, cenoura, batata doce/batata e podes acrescentar uma base de proteína como frango. É importante ter cuidado com as verduras: primeiro tenta inserir os tubérculos e legumes e depois, numa fase posterior, insere verdes como espinafre, couve, alface e agrião. Nestas idades, tenta dar a sopa ao almoço e após os 7 meses podes experimentar dar também ao jantar. A consistência da sopa vai ao encontro da aceitação do teu bebé.

Aos 7-8 meses deves começar a dar alimentos para o teu bebé comer com a mão como bolachas e fruta.

Aos 8-9 meses insere o peixe mas cuidado com as espinhas! O peixe dá-se depois da carne porque é muito comum haver alergias ao peixe.

Aos 10-11 meses insire o ovo mas cuidado com o excesso pois uma gema de ovo atesta o colesterol dos adultos. Experimenta usar a clara do ovo e, se o bebé aceitar e não houver reações de intolerância ou alergia, então poderás usar até todos os dias. É uma ótima fonte de proteína.

Por vezes os pais ou cuidadores esquecem-se que além do leite, papinhas e afins, a criança também precisa de água. A água deve ser dada no intervalo das refeições e sempre que o bebé manifestar sede. A água não serve apenas para hidratar, serve também para regular uma quantidade infindável de metabolismos.

Por fim, deves evitar o que todos sabemos que faz mal: excesso de açúcar, alimentos refinados, sal, café, doces, etc. Estimular o teu bebé com este tipo de alimentos pode criar dependência e doenças no futuro.

Dra. Magda Roma, nutricionista (ON 1301)
Directora das Clinicas FEM e Mentora do Wellme Concept.
Telm: 963655330
e-mail: nutriconsultas@sapo.pt
http://femmr.pt/
https://www.facebook.com/saudenogarfo
Login
isto é um erro
Esqueci-me da password! Se ainda não estás registado, regista-te.
ou faz login através do:
Registo
Li e aceito os Termos e Condições
isto é um erro
ou regista-te através do: